Euskalduna

Origem

A passagem de Vasco Coelho Santos pelo País Basco (Mugaritz e Arzak) e pela Catalunha (elBulli) foi das experiências mais marcantes da sua vida profissional. Como homenagem, Euskalduna - “Basco” em basco - foi o nome escolhido para o projecto que iniciou em 2014 no Porto. No início, Euskalduna assumia a forma de Private Cooking, onde Vasco levava os melhores ingredientes à mesa de quem o convidava a entrar. Depois de dois anos a testar e experimentar, cimentou a sua cozinha, surgindo a necessidade de criar um espaço para receber. Nasce o Euskalduna Studio, mantendo-se o ambiente próximo e intimista que dava o mote aos jantares privados.
Desenvolvido em parceria com o atelier MaPa, o espaço do Euskalduna Studio foi pensado como a extensão do conforto doméstico para o restaurante, em que o chef convida a entrar no seu mais íntimo espaço de criação.
O desenho arquitetónico procura resolver as necessidades técnicas de um laboratório com a subtileza de uma sala de estar, “fermentando” um ambiente acolhedor, cúmplice e de partilha, cujo objetivo é tornar a experiência memorável aos clientes que podem ocupar os 16 lugares disponíveis ao balcão ou à mesa.

The time spent by Vasco in the Basque Country (Mugaritz and Arzak) and Catalonia (elBulli) was one of the most remarkable experiences of his professional life. As a tribute, Euskalduna - "Basque" in Basque - was the name chosen for the project he started in 2014 in Oporto. At first, Euskalduna took the form of Private Cooking, where Vasco brought the best ingredients to the table of those who invited him to cook. After two years of testing and experimenting, he perfected his cooking skills and the need to create a space to receive clients appeared. The Euskalduna Studio was born, maintaining the intimate atmosphere that gave the motto to the private dinners.
Developed in partnership with atelier MaPa, the Euskalduna Studio was thought having in mind the attention to detail. The choice of architectural design, materials and ceramics respects the need to bring customers closer to the team - the room functions as a loft, where there are no secrets and flavors and techniques are unveiled.
With 16 seats, half of the guests will enjoy the experience at the counter, built in green marble and designed to be the centerpiece of the space; the other 8 are divided in 2 tables, in oak and sucupira.